Psicanálise e Psicoterapia


Qual da diferença entra Psicoterapia e Psicanálise?

Qual a diferença entre Análise e Psicoterapia?

Toda Psicoterapia é um tipo de Psicanálise?

A Psicoterapia é reconhecidamente eficaz nos tratamentos de todos os transtornos mentais, dificuldades de relacionamento, diversos problemas emocionais e questões existenciais de toda espécie. Esse reconhecimento se dá graças aos estudos, pesquisas e práticas em psicoterapia ao longo do tempo.


Mesmo existindo várias abordagens em Psicoterapia, não podemos deixar de exaltar a contribuição da teoria da Psicanálise nessa prática, e várias modalidades de psicoterapias baseiam-se nessa teoria, como a Psicanálise propriamente dita, a psicoterapia de orientação analítica, a psicoterapia de apoio, a psicoterapia breve dinâmica, terapias em grupo e algumas terapias familiares.


Freud foi o precursor de técnicas psicoterápicas utilizadas até hoje, como a atenção flutuante, a análise de conteúdos inconscientes, a análise das relações transferencial e contra-transferencial, a livre associação, entre outras. Dividiu a mente em instâncias de conflito (consciente, inconsciente e pré-consciente) e também conceituou a mente como uma estrutura, dividindo-a como ID, Ego e Superego. Deve-se à Freud, inclusive, o formato sigiloso da consulta e o setting terapêutico. Sua teoria ficou tão famosa e modificou de tal forma o modo como entendemos a mente humana, que seus conceitos fazem parte do dia-a-dia de nossa linguagem, por exemplo, quando dizemos que estamos nos sentindo reprimidos, ou quando falamos que alguém é narcisista ou egocêntrico.


Após Freud, houve diversos pesquisadores e teóricos que estudaram a Psicanálise e contribuíram para sua evolução, como Klein, Bion, Winnicott, Lacan, entre outros. Houve também dissidentes da teoria da Psicanálise que fundaram outras abordagens teóricas, mas que partiram inicialmente da teoria freudiana, como Jung, Adler, Reich e Lowen. Não podemos negar a contribuição imensa de Freud para a psicoterapia que conhecemos atualmente.


Existe algumas diferenças entre psicoterapia de orientação analítica, ou psicoterapia psicanalítica, e análise. A Psicoterapia Psicanalítica, além da busca pela melhora dos sintomas, ainda propicia o auto-conhecimento e a capacidade de escolhas, e é indicada para pessoas que tem algum grau de autonomia. Já a análise é indicada para pessoas com transtornos de personalidade obsessiva, evitativa, histérica e narcisista, pois a neurose de transferência é mais longa e profunda nesses casos, e a pessoa atendida precisa ter um mínimo de integridade egóica.


Por questões financeiras, a análise é menos procurada, pois demanda anos de tratamento e mais de uma sessão semanal. Mas existem evidências de que tanto a análise quanto a psicoterapia são eficazes em diversas psicopatologias, e a escolha vai depender da pessoa atendida e de sua necessidade.


Referência: CORDIOLI, A.V. e Cols. Psicoterapias: Abordagens atuais. 3ᵃ Ed. Artmed. Porto Alegre, 2008. 974 p.


Gostaria de fazer uma psicoterapia com abordagem psicanalítica mas ouvi dizer que pode durar muitos anos, é verdade?


Como escolher a melhor terapia para o meu caso?


Gostaria de mais informações, clique aqui para enviar um e-mail ou WhatsApp.


2016 por patrícia cividanes