Um pouco mais sobres as abordagens em 

Psicoterapia:

Dentre a gama de teorias psicológicas, podemos destacar

inicialmente uma das mais famosas: a Psicanálise, teve seu inicio com Freud, que criou conceitos muito próprios como a dicotomia Consciente/Inconsciente, Id, Ego e Superego, Teoria das Pulsões, Mecanismos de Defesa, Fases do desenvolvimento psicosexual, entre outros.

 

A Psicanálise, basicamente, estuda os desejos e impulsos inconscientes que regem nossos comportamentos através de um método que Freud denominou associação livre, onde a pessoa atendida fala abertamente para o psicanalista tudo que lhe vem à mente e este analisa os conteúdos inconscientes que afloram em sua fala.

 

A Psicanálise se dividiu em escolas que hoje tem como base a teoria freudiana, mas que se aprofundaram em conceitos específicos. Podemos destacar a escola inglesa e a francesa e seus diversos autores. 

Outra abordagem em destaque na atualidade é a Cognitivo Comportamental, que interliga a compreensão do pensamento, emoção e comportamento como seus pilares de análise. Diferente da Psicanálise, não analisa o passado da pessoa atendida, e sim sua atualidade vivencial e padrões de pensamentos e comportamentos que o levam ao sofrimento.

 

O psicoterapeuta utiliza-se de técnicas para, juntamente com a pessoa atendida, modificar padrões antigos e exercitar novos padrões saudáveis, numa atitude colaborante e psicoeducativa.

 

Falemos agora da abordagem Fenomenológica-Existencial, que tem como base filosófica o existencialismo, cujo método de análise é a fenomenologia. O foco desta abordagem é a observação dos conteúdos trazidos pela pessoa atendida sem a tentativa de explicação prévia dos fenômenos vividos por ela.

 

A Fenomenologia foge de generalizações e categorias que pretendem explicar o fenômeno humano, e sim se debruça sobre como o mundo se dá para cada indivíduo em sua trama de acontecimentos e os significados que compõem sua história de vida.

 

No decorrer da análise, a pessoa atendida percebe as escolhas que fez em sua vida e as consequências que decorreram delas. Neste processo acaba percebendo e criando possibilidades de mudança, adquirindo maior consciência a partir dessas reflexões.

 

Outro exemplo de abordagem é a Bioenergética, que se baseia na afirmação de que os processos psíquicos e os somáticos são determinados por uma energia fundamental no corpo humano chamada bioenergia.

 

Por meio de exercícios de respiração e expressão, é possível sondar essa energias que fluem dos processos inconscientes, entendendo a personalidade em termos da unidade corpo e mente. Uma importante ferramenta de tratamento pois até então poucas abordagens tinham o entendimento sobre os processos somáticos e seus desdobramentos.

 

Essa energia é produzida pela respiração e pelo metabolismo e sua descarga se dá pelos movimentos corporais, na expressão dos sentimentos, pensamentos, fala e na respiração. O paciente é capaz perceber que o seu corpo e a sua mente não funcionam separadamente. ​

 

Claro que existem muitas outras abordagens teóricas que embasam a prática da Psicoterapia, porém o intuito aqui foi exemplificar o quão diferentes podem ser as abordagens, mas que todas visam a melhora das condições de vida dos seres humanos.

 

Ao buscar uma psicoterapia, procure primeiramente se assegurar do profissional que irá atende-lo, garantindo que este tem uma formação condizente com o trabalho que pretende realizar e segue sendo regulamentado por um conselho profissional bem como por um código de ética de sua profissão.

 

Um boa dica é buscar indicação de amigos que já fazem terapia, do seu médico ou realizar algumas entrevistas com diferentes profissionais até decidir quem pode te ajudar melhor.

 

Quero fazer uma entrevista e elucidar mais algumas dúvidas.

Clique aqui e envie um e-mail para o Psicólogo ou uma mensagem por WhatsApp.

 

Para saber mais:

2016 por patrícia cividanes